News

Identificação única do cidadão cearense é discutida em reunião do Comitê para a Transformação Digital

A nova Carteira de Identidade Nacional – CIN, que já está sendo emitida pela Perícia Forense do Ceará desde o dia 11 de janeiro deste ano, será o ponta pé inicial para a identificação única do cidadão cearense. O Detran também tem papel relevante nessa construção, já que o órgão possui mais de 3 milhões de habilitações (CNH) digitalizadas no Ceará e contribui com sua expertise, além de rica base de dados.

O tema foi discutido na última reunião do Comitê para a Transformação Digital (CTDigital), realizada na tarde dessa quinta-feira (01.02), na Casa Civil. Em linhas gerais, a identificação única do cidadão vai resultar em uma base de dados unificada segura e eficiente para que o Estado possa ofertar milhares de serviços em prol da população.

“São bancos de dados separados mas que podem ter informações cruzadas e nos fornecer dados seguros. O nosso objetivo é seguir com a lógica de inserir outros órgãos e Secretarias de Estado e fazer, de fato, uma transformação digital no Ceará, facilitando a vida do cidadão reduzindo custos e o tempo gasto em serviços que podem ser realizados digitalmente”, comentou o secretário de Estado Chefe da Casa Civil, Max Quintino.

Além do secretário Max Quintino, que preside o Comitê, estavam presentes o controlador e ouvidor Geral do Estado (CGE), Aloísio Carvalho; a secretária da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), Sandra Monteiro; a coordenadora-geral do Laboratório Íris, Karine Gurgel; o secretário executivo de Planejamento e Gestão (Seplag), Auler Gomes; o perito-geral da Perícia Forense (Pefoce) Júlio Torres; o superintendente do Detran, Michel Mourão; e representantes da Valid, empresa de tecnologia contratada pelo Governo do Ceará.

“Esse é um movimento extremamente importante, que reafirma o pioneirismo do Governo do Estado do Ceará na pauta da Transformação Digital. Todos os esforços convergem para que desempenhemos um projeto justo, inclusivo e efetivo em prol do povo cearense, com pontes fortes entre os dados dos diversos segmentos do Ceará”, afirmou Karine Gurgel, coordenadora-geral do Laboratório Íris.

Saiba mais

O Comitê para a Transformação Digital (CTDigital) é composto por representantes da Casa Civil, Laboratório de Inovação e Dados (Íris) e Empresa de Tecnologiada Informação do Ceará (Etice) e das Secretarias do Planejamento e Gestão (Seplag), da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado do Ceará (CGE), . O objetivo é a transformação digital no estado com dinamismo para fomentar a produtividade e a competitividade da economia cearense, em consonância com a Estratégia de Governo Digital.

Confira a notícia publicada pelo Governo do Estado do Ceará

Conteúdos Relacionados

Related Content

Contenido Relacionado