Por Brenda McGowan, Diretora de Desenvolvimento de Cliente – Data Solutions

Participei recentemente de uma grande conferência de B2B e foi um prazer encontrar diversas palestras falando sobre diferentes facetas do marketing. O marketing digital está evoluindo cada vez mais, por isso trouxe aqui diversas lições que podem ser úteis ou pelo menos servir como lembretes.  O professor Jim McKinley, um veterano no setor, fez um trabalho interessantíssimo ao revelar insights importantes no livro (un)Common Logic.  Ele usou a analogia do “Não venda Babe Ruth” para falar sobre encontrar soluções rápidas para problemas atuais que possam prejudicar o sucesso no longo prazo. Veja algumas conclusões interessantes dessa apresentação tão provocadora.

5 formas de não sabotar seu marketing digital:

     1. Alinhar as metas de marketing com a estratégia da empresa

  • Articule de forma clara os objetivos da empresa para a sua equipe de marketing.
  • É importante que eles sejam específicos e alinhados com a estratégia da empresa (por exemplo, por tipo de produto).
  • Veja também se os gastos estão alinhados com a estratégia.

     2. Reduzir ou eliminar o atrito (os clientes precisam entender facilmente o que você está oferecendo)

  • Use a linguagem que os clientes usam (por exemplo, “roupas para mulheres” em vez de “vestuário feminino”).
  • Os anúncios estão vinculados às páginas corretas? (se o seu CTA for “Ligue para nós”, é importante ter o número do telefone).
  • Existe coerência entre as mensagens de anúncios, do site corporativo e da equipe de vendas?
  • Seu formulário de geração de leads é fácil e intuitivo e pede somente as informações necessárias?

     3. Não se contentar em ser “bom o suficiente”

  • Pergunte à sua equipe como ela atingiria uma grande meta (por exemplo, aumentar em 20% as vendas). Como eles reagem? Ficam animados ou dão desculpas?
  • Peça para que alguém de fora analisar seus esforços de marketing (muitas empresas oferecem isso gratuitamente).
  • Peça um plano de teste de marketing trimestral (é importante que os testes sejam contínuos).

      4. Não medir as coisas erradas

  • É importante ter dados de ponta a ponta, dos cliques às vendas. (A Valid pode ajudar com isso!)
  • Suas equipes de marketing e vendas trabalham juntas?
  • Obtenha feedback sobre a qualidade dos leads gerados, não só os números.
  • Meça o sucesso dos seus esforços de marketing com base em vendas de fato, não leads.

      5. Resistir a ideias mirabolantes

  • Teste e experimente coisas novas (é legal alocar cerca de 10% do orçamento para testes).
  • E testar precisa ser uma filosofia contínua, não uma meta.
  • Mas considere rapidamente algo como “falha” se não estiver funcionando bem, seja por baixo desempenho ou excesso de complexidade.
  • Não pare de melhorar e afinar o que você já tem (teste sempre).

O sucesso no marketing costuma ter a ver com fazer diversas pequenas coisas do jeito certo, o que está em linha com a antiga ideia de “levar a mensagem certa na hora certa pelo canal certo”.  Se você é novo nessa área, Jim e a Valid recomendam começar de baixo, escolher um único canal, aperfeiçoá-lo… e depois crescer e continuar a testar.

Para mais informações sobre os produtos digitais da Valid, fale com info@valid.com ou acesse valid.com.