2019-08-29T15:04:44+01:0029/08/2019|Tags: , , |

Digital Transformation

Por: Surinder Dhar, Diretor de Soluções Mobile – Desenvolvimento Comercial

A IoT e a Transformação Digital são duas iniciativas que estão tomando conta do mundo e nos levando rapidamente a um futuro mais digital. Embora essa tendência esteja em curso desde o fim dos anos 1990, ela tinha mais a ver com M2M e computadorização respectivamente, e agora passamos para um período de crescimento rápido. Os avanços nas tecnologias de inteligência artificial (IA), dados e análise, segurança, comunicações e endpoint são as bases para esse crescimento. A Transformação Digital abrange tecnologias digitais para criar ou modificar processos de negócios, culturas e experiências do cliente para atender a esse ambiente em constante desenvolvimento. Os dispositivos conectados e os dados que eles geram estão mudando o ambiente de negócios rapidamente conforme o mercado muda. Em vez de sensores simples, já estamos usando sensores que processam dados. Em vez da automação simples, estamos falando de dispositivos autônomos e, em vez de produtos conectados, agora falamos em uma cadeia de suprimento conectada. As estatísticas abaixo dão um panorama sobre a quantidade de dados e aparelhos usados hoje, e a expectativa é que esses números continuem a crescer de forma exponencial:

Os dados de um único sensor em uma linha de produção (com base em uma razão de 9,2 MB por minuto) levariam uma vida inteira para serem analisados à mão. Com a explosão dos dispositivos conectados, precisamos pensar na Transformação Digital de um novo jeito.

Os dados volumosos e dispersos nesses endpoints estão distribuídos em três locais: local físico, na nuvem e na borda. As implantações de IoT estão apagando as divisões entre infraestrutura e agregação de dados. O processamento agora está indo para a borda e para fora dos locais físicos. A borda, neste caso, representa o endpoint ou qualquer coisa entre os endpoints e o centro. De acordo com o IDC, até 2023, 17% dos dados serão criados na borda, o que representa um novo paradigma para a transformação digital. A borda não só é considerada uma facilitadora para a IoT, como também tem o potencial de sustentar o crescimento de IA, jogos para o consumidor, vídeos, RA/RV, drones e robótica e virtualização da função da rede.

Enquanto as práticas de transformação digital no local físico e na nuvem já estão bem estabelecidas, o novo paradigma está permitindo essa transformação na borda. As empresas precisam das tecnologias mais sofisticadas e recentes para gerir, proteger e extrair insights e, como resultado, as estratégias de borda são imprescindíveis para essa nova transformação digital. Como os padrões e as estruturas de computação na borda ainda estão sendo desenvolvidas, a maior parte das práticas de gestão de dados hoje estão estabelecidas de usuário para usuário. Recomenda-se que as empresas implementem estratégias híbridas de gestão de dados concomitantes à infraestrutura centro-borda e em harmonia com a estrutura de gestão de ativos e aplicativos para maximizar o valor da computação de borda.

Entre em contato com info@valid.com para saber como a Valid pode ajudar suas iniciativas de Transformação Digital e IoT.